Quando estamos em nosso horário de trabalho procuramos sempre ter dedicação total e executar as ações certas para obter melhores resultados. No entanto, existem algumas atitudes que por mais que a gente julgue como certas, acabam atrapalhando muito mais do que ajudando.

Sei que você trabalha para ser um corretor de sucesso, emplacando vendas atrás de vendas e locação atrás de locação. É por isso que resolvi tocar nesse assunto, pois acredito que ele pode servir de alerta para o seu dia a dia de trabalho.

Acredito que depois que você terminar de ler esse conteúdo, terá outra visão sobre a sua produtividade e alguns detalhes ou erros que tem afetado diretamente a sua capacidade de faturar mais.

Acredito que sendo corretor de imóveis, você tem duas opções profissionais:

  1. Trabalhar igual a todos os nossos colegas de profissão e ter os mesmos resultados que eles;
  2. Procurar evoluir a cada dia, entendendo quais os erros que cometeu para o insucesso de uma ação e assim, tentar corrigi-los.

Se você está aqui é porque a opção 2 é a que responde o meu questionamento, correto?

Então, eu quero te ajudar com isso. Como tenho anos de profissão, vou te apresentar alguns erros comuns em nossa profissão. Erros esses que eu mesmo cometi durante muito tempo, até identificá-los e corrigi-los.

Corrija-os e verá um aumento de produtividade impressionante.

Vamos conhecer quem são eles?

#Erro 1 – Não definir metas

Como é possível qualquer profissional não ter metas bem definidas de seu trabalho? Eu não vejo a possibilidade de ter melhores resultados, se nem ao menos, você tem ideia de aonde quer chegar.

Você pode até me falar assim:

  • “Ah, Rodrigo, o que eu quero é vender mais e ganhar dinheiro!” Ok, isso todo mundo quer, mas o que você planejou para ter esse aumento de vendas?

O plano de ação é fundamental para conseguir captar mais imóveis, clientes e, assim, executar mais vendas.

Posso lhe garantir que quem tem melhores resultados, também tem metas bem definidas. E apenas querer não basta.

Basta se colocar no lugar de uma pessoa que precisa perder peso e outra que quer perder peso. A pessoa que precisa emagrecer a qualquer custo, pois corre risco de vida terá uma meta mensal estabelecida, ou seja, precisará perder 3kg por mês por exemplo. Então, ao final de 12 meses, ela terá perdido incríveis 36 quilos.

Aquela outra pessoa que queria perder peso, que tinha vontade de perder, mas não estabeleceu uma meta e nem se preocupou em mudar de atitude, depois de 12 meses, vai continuar querendo perder peso, muito provavelmente sem ter perdido nada.

A dica aqui é ter pequenas metas definidas que te levarão mais próximo do resultado final, pois dessa maneira fica mais fácil progredir no caminho.

#Erro 2 – Não fazer ajustes constantes em sua estratégia

Você deve ter uma forma de trabalhar, deve ter uma agenda na qual entra em contato com seus possíveis clientes para apresentar novos empreendimentos e etc. Além disso, deve ter uma forma de planejar vendas e captar imóveis.

Esse erro se aplica em qualquer área do qual você tenha um plano de ação definido. Isso porque, não é pelo fato de termos um planejamento que temos a garantia de sucesso.

Com isso, será necessário que as ações sejam acompanhadas de perto para que seja possível identificar prováveis erros e assim, ajustar para ter melhores resultados.

Por exemplo, todo começo de ano eu faço meu planejamento estratégico de trabalho, mas com o passar dos meses, vou aprendendo coisas novas e vendo que algumas coisas que achei que daria certo, não estão funcionando muito bem.

Você acha que vou ficar seguindo o plano exatamente igual até o fim do ano? Obviamente que não vou.

Vou avaliar o que deu errado, os motivos que fizeram ocorrer o erro e vou ajustar conforme as minhas necessidades.

Esses ajustes tornam suas tarefas mais produtivas, pois você consegue eliminar de vez as coisas que tem dado errado.

Minha recomendação é que mensalmente você analise as métricas e visualize o que pode ser aprimorado.

#Erro 3 – Não saber os resultados que teve

Responda-me:

  1. Você sabe qual está sendo a sua taxa de abertura de e-mail?
  2. Sabe quantos novos imóveis captou esse mês?
  3. Quantas vendas realizou nos últimos 2 meses?
  4. Quantas locações fez no último mês?

Você conseguiu responder todas as perguntas? Não? Então, me diga como é possível ser mais produtivo se você não tem os seus resultados bem definidos?

Se você quer ser um corretor de imóvel de sucesso é necessário que você tenha todos os números bem definidos na sua frente, pois como você pretende bater uma meta, se não tem nem ideia de seus resultados anteriores.

Produtividade está diretamente ligada à quantidade de desafios que você realiza constantemente, porém é preciso jogar dentro de um terreno seguro para não ter surpresas desagradáveis pelo caminho.

Então, para melhorar a sua capacidade produtiva, será necessário entender como anda funcionando a sua produtividade atual. Prepare-se para levantar alguns dados sobre o seu rendimento:

  • Quantos clientes novos você atendeu no último mês;
  • Qual foi a quantidade de vendas realizadas para novos clientes;
  • Quantidade de vendas recorrente, ou seja, para clientes antigos;
  • Quantas ligações você recebeu;
  • Quantas ligações você fez;
  • Quantos plantões participou;
  • Quantos imóveis novos entraram na sua cartela;
  • Quantas locações você fez.

Esses são alguns exemplos de dados que podem e devem ser realizados. Claro que para cada segmento imobiliário, será preciso analisar suas particularidades, mas no geral tendo esses números já é possível entender.

#Erro 4 – Não ter um plano de ação

Você já entendeu a importância de saber como está a sua produtividade atual, mas apenas números não vão lhe tornar mais produtivo.

Com esses números em mãos, é a hora de ajustar ou reformular o seu plano de ação…

Peraí, você não tem um plano de ação?

Então, encontramos mais um erro que pode estar prejudicando a sua produtividade de uma maneira muito significativa. Isso porque, como você deseja ter um bom rendimento, se não sabe nem quais são as suas prioridades.

Como você quer ter melhores ações?

Você precisa trabalhar um plano de ação para conseguir avançar e superar suas metas. Não é necessário nada muito elaborado, principalmente, se você nunca teve contato com essa estratégia.

Comece estabelecendo quais são as suas prioridades, depois escreva quais são as formas pelas quais é possível executar, estabeleça um prazo para essa execução e calcule o orçamento médio que vai precisar para executar essas ações.

Deixe sempre esse plano de ação bem visível, para que você possa consultá-lo quando precisar. O importante é que o plano seja seguido do começo ao fim, sem nenhuma alteração.

Dia a dia, vá anotando o que tem funcionado bem e o que não está saindo da forma planejada, para que ao final de sua aplicação, seja possível ter um panorama completo do ocorrido.

#Erro 5 – Não renovar seu conhecimento

Como último erro, vou bater na tecla da obtenção de conhecimento constante. Isso porque, principalmente para quem está no mercado de corretagem há anos, se faz necessário uma atualização para conhecer as metodologias, ferramentas e ações que têm sido tomadas nos dias atuais.

Você não pode reclamar que não tem tempo para estudar, pois existem milhares de cursos online que te ajudam a obter conhecimento sem precisar sair de casa.

Participar de eventos, congressos e workshops da nossa área de atuação irá te colocar em contato com pessoas tão engajadas no assunto, como você, lhe proporcionando a possibilidade de parcerias, novos negócios e até mesmo amizade.

Coloque como uma de suas metas, ler alguma coisa sobre o segmento imobiliário todos os dias, participar de eventos, ao menos 2 vezes ao ano e fazer um curso de atualização de tempos em tempos.

Essas atitudes irão colaborar para que você tenha maior produtividade, pois você não estará preso a atitudes do passado e assim, conseguirá desenvolver melhor suas ações.

 

Curtiu esse material? Identificou-se com alguns dos erros?

Conte pra mim se há algum outro erro que você já tenha percebido e que influência diretamente na produtividade de nosso dia a dia.

Venha, quero te ouvir!