relacione com seu público

O assunto de hoje foi escolhido a dedo e vai colaborar muito para o desenvolvimento de seu projeto.

Sei que você está em busca de inovar a forma com que faz seu trabalho diário, pois parece que todos os corretores de imóveis trabalham da mesma forma e não tem interesse em mudar isso, não é mesmo?

Talvez, você esteja cansado de esperar telefonemas de possíveis interessados na sua imobiliária, fazendo você mofar na famosa “vez”. Por isso, o que vou te proporcionar aqui é uma forma totalmente diferente de se relacionar com o seu público na corretagem de imóveis.

Para trabalhar na internet é preciso que você esqueça um pouco dos formatos tradicionais da profissão de corretor de imóvel, uma vez que, eles costumam não funcionar da mesma forma.

Tenha claro em sua mente que, hoje quando alguém quer comprar ou alugar algo, o mais provável é que essa pessoa abra o Google e comece a procurar por ofertas disponíveis que se enquadrem no seu perfil.

Se você não se fizer presente nesse momento, com toda a certeza, ela vai fechar negócio com outro corretor (Você precisa estar no Google e eu ensino isso no BrokerHunter)

No entanto, acredite, os ventos estão soprando a seu favor, pois esse setor ainda não entendeu a importância que o marketing digital tem e a diferença que ele pode fazer em seus negócio. Logo, você já sai na frente nessa corrida. Ainda que venham oceanos sangrentos e disputados mais a frente, você vai navegar nesse momento em oceano azul e céu de brigadeiro por um bom tempo!

A internet faz com que você economize tempo, porém te cobra muita qualidade na informação e no atendimento ao cliente. Então, a intenção na criação desse material é justamente esse, vou te ensinar algumas técnicas que utilizo para me relacionar com meu público alvo antes de vender para que assim, você consiga melhorar os seus resultados.

Podemos começar?

Relacionamento antes de vender!

Não sei se você já deve ter lido sobre relacionamento no marketing digital, mas posso te afirmar que esse processo é muito importante para que não haja brechas pelo caminho.

O relacionamento, nada mais é do que, estar perto do seu cliente e colocá-lo em contato com um contexto de oportunidades por meio da internet e uma comunicação em série.

Talvez, você possa achar isso muito complexo, porém será que você já não faz isso no seu dia a dia?

Pode ter certeza que você já faz, por exemplo, quando você está em um churrasco ou mesmo numa mesa de Happy Hour e jogando conversa fora sobre como está o mercado, como é o bairro tal, e sobre a casa do fulano no condomínio tal, naturalmente você já está se relacionando e mostrando algumas coisas sobre você e seu trabalho:

– boa percepção do mercado;

– conhecimento;

– integridade;

– confiança;

É  isso que gera relacionamento.

Pode ter certeza que nos próximos dias você será referência para aquela pessoa no assunto que vocês conversaram.

Gerar relacionamento é uma responsabilidade grande, porém é nosso dever como corretor de imóvel ser um facilitador dos processos e das informações, senão seria mais fácil que o negócio fosse fechado entre proprietário e comprador, não tendo a necessidade da nossa presença.

Mas veja, nós somos a peça chave dessa negociação. É o corretor que irá facilitar e ajudar todos a terem uma experiência muito positiva nesse processo. Essa é a nossa missão!

Não estamos ali somente para sermos um “atravessador” cambial de comissão. Por isso você deve se qualificar muito!

Então, seguindo nessas premissas, com a utilização da internet em nossos negócios, será quase impossível fazer relacionamento um a um, pois não sabemos a proporção que isso irá tomar, logo a automação irá ser o braço direito nesse processo para que assim, você consiga atender bem e com muita qualidade.

Se você não tem nem ideia de por onde começar, calma, vou te dar algumas dicas de automação para doutrinar seu público alvo que podem ser a chave que está faltando em seu projeto.

Dicas de Automação para Corretos de Imóvel

As dicas que vou apresentar aqui podem parecer muito simples para mim ou para você, mas isso acontece porque nós já trabalhamos com isso há algum tempo. Para pessoas leigas que estão comprando, vendendo ou alugando pela primeira vez, tudo é motivo de questionamento.

O primeiro passo para gerar relacionamento com seu público alvo é entender quem são eles e qual a linguagem que mais os agrada, assim você vai conseguir montar um plano estratégico muito mais interessante. Sendo assim, veja algumas dicas que fizeram a diferença para mim:

  1. Faça uma campanha de contexto, exemplo: escreva artigos, faça vídeos e gere informação de qualidade sobre “um bairro tal”. Dessa forma, o seu “avatar” (Público alvo) que tem interesse no “bairro tal” irá engajar na sua publicação e com certeza vai se relacionar com você através de um comentário, curtida e por fim inscrição na sua lista de relacionamento: sua automação de emails. Campanhas de contextos geram muitos “leads” – interessados – , dessa forma você poderá mostrar durante a sua automação várias oportunidades dentro daquele contexto (Bairro tal).

 

  1. Personalize sua automação: com uma automação personalizada você é capaz de se relacionar com um volume monstruoso de clientes de forma muito pessoal. Existem maneiras de falar com muitas pessoas, mas remetendo a unicamente ela por meio de artifícios de uma boa automação. Tudo isso é passado com muito detalhe no Treinamento BrokerHunter.

 

  1. Sequência a moda “Prision Break” : pra quem não sabe do que se trata, Prision Break é uma série americana que mexe com todos os seus hormônios e nervos.  Quando ela anunciava cenas do próximos capítulos era quase  uma aula, pela maestria de como deixar o seu público agoniado para ver o que tem mais adiante. Portanto, crie conteúdos que despertem a vontade do seu público em ver “cenas do seu próximo capítulo”, seja sobre o “bairro tal” ou sobre o que você estiver se comunicando com ele! Isso aquecerá seu cliente até o momento em que chagar a hora da sua oferta!

 

  1. Oferta final: enfim, depois de algumas comunicações e a mensuração através de um software de automação do quanto seu público abriu os emails, clicaram nos links e engajaram nas publicações, selecione os mais quentes e comece um “folow-up” – acompanhamento – pessoal por telefone.

 

Nessa altura você já sabe quem está aquecido e interessado para ver e receber uma oferta de oportunidade. Nesse “folow-up” é importante que você tenha escrito e já estudado uma “árvore de contra objeções” para sair da conversa com exito de interesse do seu prospecto! Crie um roteiro por escrito e treine repostas para todas as possíveis objeções.

Como falei no começo do conteúdo, as dicas são bem simples quanto se trata de gerar relacionamento com seu público alvo, porém são necessárias para fazer com que você ganhe tempo.

Sabemos que o processo de locação ou venda pode levar dias ou até mesmo semanas e que algumas partes do processo não estão em nossas mãos, uma vez que, são de responsabilidade do financeiro ou até mesmo do jurídico. No entanto, nós somos os responsáveis pela informação, somos o porta voz da negociação e precisamos nos portar como tais, entende?

Valorize seu público alvo e não meça esforços para que ele tenha uma boa experiência com você, pois isso ficará como um ponto positivo para sua marca.

Restou algum questionamento sobre esse assunto?

Comente logo abaixo e eu responderei todas perguntas e conversas!

Estou à disposição para te ajudar!

Espero que tenha gostado desse material e compartilhe com outros amigos corretores, assim podemos automatizar nossos processos diários para ganhar mais tempo!

Quero te ver em breve novamente!

Boas vendas!